cFosSpeed é o Acelerador de Internet oficial dos produtos de gaming da ASUS, GIGABYTE, ASRock e MSI

Esta página não está suficientemente traduzida!

Obtenha uma licença grátis (cFos, cFosSpeed ou cFosBC) por nos ajudar.
Mais informação

cFos Personal Net, o seu servidor pessoal

cFos Personal Net (PNet) é um servidor HTTP com diversas funcionalidades desenhado para uso pessoal e profissional. Para uso pessoal, em vez de fazer hosting de websites com um webhoster, simplesmente corra-o na sua máquina Windows. Para uso profissional, alugue um PC windows virtual ou um PC dedicado de um webhoster e corra-o a partir daí.

Ao usar o cFos PNet, você configura a sua presença na net no seu ambiente windows familiar. Mais ainda, quer o scripting do cliente, quer o do servidor, usam a mesma linguagem: Javascript.

cFos PNet permite partilha fácil, downloads e uploads de ficheiros sem configuração adicional. Simplesmente copie os ficheiros para a pasta pública e toda a gente conseguirá descarregá-los usando um navegador normal.

cFos PNet também vem com scripts para configurar as suas contas de utilizador. Isto permite-lhe dar aos outros accesso para fazer upload para a sua máquina. Mais uma vez, para fazer upload de ficheiros basta apenas um navegador.

Se quizer customizar o cFos PNet, pode usar os ficheiros .htaccess do tipo Apache e Javascript. O cFos PNet vem com a poderosa funcionalidade de servidores profissionais.

Vantagens do cFos Personal Net

  • Web hosting instantâneo no seu PC sem um provedor de hosting.
    Não há necessidade de instalar software adicional, como clientes FTP, etc.
  • Não há servidores centrais, onde alguém possa ver as suas comunicações.
    Partilha de ficheiros a nível pessoal.
  • Upload fácil de ficheiros de utilizador.
    Servidor temporário para transferência fácil de grandes ficheiros sem usar e-mail.
cFos PNet Sidebar Gadget Gadget da barra lateral para Windows Vista/7
  • Os seus utilizadores/clientes só precisam de um navegador.
    Não é necessária a instalação de software adicional.
  • Sincronização de ficheiros, calendário e livro de endereços com WebDAV, CalDav e CardDav
  • Servidor de media UPnP integrado.
  • Mostra o número de conexões actuais e o progresso de transferências de ficheiros correntes. Utilizadores do Windows 8 podem usar a versão HTML em pub/users/gadget.htm.
  • Gadget da barra lateral para Windows Vista/7
    Mostra o número de conexões actuais e o progresso de transferências de ficheiros correntes. Utilizadores do Windows 8 podem usar a versão HTML em pub/users/gadget.htm.
  • Tempos de resposta extremamente curtos.
    cFos PNet usa totalmente a arquitectura multi-threading / multi-core de processadores modernos, para que múltiplos pedidos HTTP / scripts podssam ser executados em paralelo. Adicionalmente, ficheiros .htaccess e Javascripts ficam guardados em cache. Nos nossos testes de velocidade, o cFos PNet foi tão rápido que o factor limitante foi o sistema de ficheiros, e não o servidor.
  • Integração muito fácil em Javascript.
    Pode scriptar o seu servidor e o seu navegador na mesma linguagem.
  • Integração de autenticação HTTP sem usar scripts.
  • Listas de hash imbutidas (base de dados Não-SQL), guardadas em cache e a alta velocidade.
  • Accounting de utilizadores fácil.
  • Compressão gzip / deflate imbutida, também disponível em Javascript.
  • Encriptação de passwords em tempo real.
  • Servidor de envio de e-mail incluído.

Porque deve experimentar

Hoje em dia, as Aplicações na Net são desenhadas com muitas funcionalidades no cliente e com poucas funcionalidades no servidor. Isto é possível porque todos os novos navegadores (incluindo os navegadores móveis) suportam Javascript e DOM. JQuery e outras bibliotecas de navegadores tornem a parte do cliente da aplicação muito fácil de escrever. Além disso, motores de Javascript rápidos permitem aos navegadores fazer a computação de trabalho intenso. Por isso, o servidor, como é habitualmente uma instância única, deve fazer o mínimo possível. As funções principais são controlar o acesso legítimo a recursos e manter um estado consistente. Por exemplo, o navegador do cliente pede dados, ordena, prepara e mostra-os ao utilizador sem a ajuda do servidor. A função do servidor é apenas manter os dados num estado consistente. Neste caso, o scripting do lado do servidor pode ser mantido ao mínimo. Por isso pode querer usar um servidor leve com capacidades de scripting fáceis, como o cFos PNet.

Documentação do cFos Personal Net